7 maneiras de se livrar da energia negativa

O conceito de “energia negativa” (embora difícil de identificar cientificamente ou medicamente) é uma sensação que ressoa com muitas pessoas, não importa a circunstância em que possam surgir. Talvez você entre em uma sala e um sentimento desconcertado o invada. Ou talvez você passe um tempo com uma pessoa negativa e descubra que a energia dela também faz você se sentir para baixo. Ou talvez você esteja se sentindo mal sem motivo aparente e esteja procurando uma maneira de aliviar as coisas – física, mental e emocionalmente.

Como método de descobrir e processar onde essa energia negativa se origina, você pode recorrer aos princípios fundamentais dos chakras, “que se referem a graus de consciência na forma de energia em diferentes pontos do nosso corpo”, diz o especialista ayurvédico Sahara Rose, autor de Descubra Seu Dharma. Como o sistema médico tradicional da Índia, o Ayurveda, o sistema de chakras é derivado dos Vedas, um grande corpo de antigas escrituras indianas, diz Sahara. E os chakras são referenciados no Ayurveda como uma avenida para verificar desequilíbrios energéticos e ajudar a realinhar o corpo e a mente.

“Se um chakra estiver girando muito rápido, isso seria considerado hiperativo. Se estiver girando muito devagar, está subativo. E o fluxo dessa energia é determinado por nossos pensamentos, sentimentos, memórias e experiências.” —Parita Shah, praticante de Reiki.

Você pode imaginar os chakras como rodas de energia no corpo, que podem girar em equilíbrio ou desequilibrado, diz Parita Shah, praticante de Reiki e curadora de energia: “Se um chakra está girando muito rápido, isso seria considerado hiperativo. Se estiver girando muito devagar, está subativo. E o fluxo dessa energia é determinado por nossos pensamentos, sentimentos, memórias e experiências.”

Tendemos a notar essa energia mais intensamente quando parece negativa – talvez se manifestando como exaustão, raiva, desamparo e até ciúmes – tudo isso pode estar enraizado em traumas não processados, feridas emocionais ou crenças limitantes, diz Sahara. De acordo com Bridget Ambrose uma curandeira de medicina energética que estudou Reiki e terapia crânio-sacral, sentimos fisicamente essa energia negativa por meio de uma vibração mais baixa e mais densa, à medida que um chakra gira fora de equilíbrio.

E se essa energia está presente em um espaço, é possível senti-la, mesmo que não venha do seu próprio corpo. “Todos nós sentimos e respondemos às vibrações uns dos outros, mesmo que não tenhamos consciência disso”, diz Ambrose. Parte do motivo pode estar ligada às auras. “Assim como temos energia presente em nossos corpos, cada um de nossos corpos também está cercado por um campo de energia em constante mudança”, diz Ambi Kavanagh, praticante de Reiki e autora de Chakras & Self-Care . E quando a energia negativa de outra pessoa interage com esse campo áurico, isso pode nos fazer sentir chateados, ansiosos ou desequilibrados também.

“Somos muito mais intuitivos do que reconhecemos”, diz Shah. “Se você parar e se perguntar o que está captando de um determinado espaço, ficará surpreso com a quantidade de energia que está obtendo de outras pessoas.” Como tal, é essencial: identificar os tipos de energia negativa que podemos reter; sinais de que você está armazenando energia negativa mesmo que não se sinta assim; e encontre maneiras de tornar seu próprio campo energético resiliente às forças negativas internas e externas.

Abaixo, encontre dicas de Sahara, Ambrose, Shah e Kavanagh sobre tipos de energia negativa, sinais de energia negativa e como se livrar da energia negativa sempre que (e de onde quer que) ela surja.

Tipos de energia negativa armazenada em seus chakras

  • Conversa interna negativa e histórias pessoais

Segundo Shah, a principal energia negativa que ela observa nos clientes enquanto equilibra os chakras vem de nós mesmos. “É muito sobre as histórias que estamos contando a nós mesmos e… os padrões cíclicos que estamos repetindo em nossa mente”, diz ela.

Se você se pega dizendo algo como “Ugh, eu sou tão estúpido” ou “Eu realmente não deveria ter feito isso”, você provavelmente está se envolvendo em auto-histórias negativas, que podem ser armazenadas em seu corpo muito mais facilmente do que você pode perceber.

  • Energia negativa que vem da programação cultural

Em sua prática, Shah também encontra energia negativa que vem da programação cultural, que são parâmetros de como “devemos” nos comportar e conversar que recebemos da cultura que nos cerca – o que é diferente para todos nós.

“Por exemplo, se você foi ensinado que as mulheres não devem ser tão expressivas, isso pode ser um bloqueio no chakra da garganta”, diz Shah. Da mesma forma, se você foi ensinado que os homens não devem ser tão emocionais, essa programação cultural pode levar a um bloqueio.

  • Programação ancestral que deriva da linhagem familiar

Dependendo do que nossos ancestrais e familiares passaram, também podemos ver energia negativa da programação ancestral, diz Shah.

Como os membros da família costumam falar sobre seus pensamentos, experiências e emoções – e porque tendemos a nos alimentar da energia dos outros – as histórias que ouvimos de nossos familiares também afetam nossos chakras, bem como a energia que mantemos.

“Se [seus ancestrais] passaram por uma guerra mundial ou fome, eles podem estar transmitindo histórias de escassez, e isso nos afetará”, diz Shah.

  • Emoções não abordadas

“À medida que passamos pela vida, temos experiências que afetam a qualidade e a quantidade de energia dentro dos chakras”, diz Ambrose.

E como nossos sentimentos afetam as escolhas que fazemos, assim como nossas escolhas influenciam como a energia se move em nossos corpos, emoções não sentidas ou não tratadas podem se acumular como energia estagnada ou negativa, o que afeta nossa saúde e vitalidade, acrescenta Ambrose.

Sinais de que você está armazenando energia negativa

  • Humor afetado

Shah diz que a energia negativa que guardamos pode afetar nosso humor porque estamos nos segurando em algo que não está nos servindo por mais tempo do que deveríamos (ou seja, nada).

Claro que não há como parar de sentir emoções, mas “aprender a estar presente através dos temas difíceis da nossa vida é o caminho para a cura”, diz Ambrose.

  • Sintomas físicos

“Qualquer coisa que não pareça realmente equilibrada na mente, você também pode manifestar sintomas físicos”, diz Shah, acrescentando que um indicador físico de chakras desequilibrados pode estar tendo dores que você não tinha antes.

  • Problemas de sono e exaustão

De acordo com Shah, a incapacidade de adormecer ou permanecer dormindo, bem como perceber a exaustão – o tipo que não melhora após uma boa noite de sono – são indicadores de que seus chakras podem estar bloqueados.

  • Relacionamentos afetados

“A energia negativa também pode afetar nossos relacionamentos e como nos apresentamos e como nos expressamos em diferentes relacionamentos”, diz Shah.

Talvez você normalmente seja um comunicador excelente e compassivo e tenha notado recentemente que fica mais irritado ao falar com seus entes queridos sobre um determinado assunto. Isso pode ser um sinal de que você tem um bloqueio de chakra.

Métodos para se livrar da energia negativa, usando o sistema de chakras

1 – Repense a estrutura “negativa”

Mesmo que pareça negativo, esse tipo de energia não é exatamente “ruim”, mas sim considerado sombrio ou desequilibrado, diz Sahara. “Sombra significa apenas que não lançamos luz sobre essas questões, e essas sombras se tornam mais perceptíveis nos outros quando não fazemos o trabalho nós mesmos.”

Ela sugere reformular sua mentalidade para considerar essa energia sombria como presente por um motivo – para ajudá-lo a crescer e liberar preconceitos inúteis. Para fazer isso, Sahara sugere fazer perguntas a si mesmo sobre as emoções negativas que você pode estar sentindo e, em seguida, registrá-las no diário para trazê-las à consciência. “Fazer isso elevará as camadas externas do seu campo energético, além de ajudar a alinhar os chakras”, diz ela.

Outra maneira útil: respiração. É uma ótima maneira de sentir e processar uma emoção, em vez de apenas descartá-la como negativa, diz Sahara: “Ajuda a emoção a passar por você e a liberar somaticamente”.

Quando você passa de uma estrutura negativa para uma perspectiva de aprendizado, a introspecção se torna mais fácil porque você não tem medo de energia indesejada. Isso pode, em última análise, ajudá-lo a fazer um plano de como estar alinhado consigo mesmo e com seus valores, para que você possa liberar energia negativa e impedir que isso aconteça (ou pelo menos fique ruim) completamente.

2 – Desapegue-se da energia que não é sua

Definir limites saudáveis ​​é uma maneira fundamental de evitar situações que possam provocar sentimentos negativos internamente ou colocá-lo na presença deles de outras pessoas. Não há problema em dizer “não” a essa pessoa, a esse evento ou a esse favor se for algo que não se alinha com sua energia atual.

Sem mencionar que você também pode definir limites energéticos internos, a fim de evitar processar as vibrações negativas de outras pessoas. “Você pode se perguntar: ‘Quais são os meus sentimentos e quais sentimentos estou assumindo, talvez para ajudar outra pessoa, ou apenas por ser humano e ser uma esponja para a energia de outras pessoas?'”, diz Shah. Então dê a si mesmo permissão para deixar ir tudo o que não é seu para abrigar.

Por exemplo, se você perceber que sua energia está baixa depois que um amigo despeja emocionalmente em você, é útil lembrar-se de que a energia desse amigo não é sua para começar. Da mesma forma, se outra pessoa em sua vida – seja um membro da família ou um colega – chama sua atenção para algo e você não se sente bem com isso, pergunte a si mesmo se essa energia vem de fatores internos ou externos. Se a resposta for a última, é uma aposta segura liberar essa energia para o seu bem-estar.

3 – Tome um banho

Por ser um poderoso agente de limpeza, a água é facilmente incorporada em suas práticas restauradoras de autocuidado. Tomar banho, diz Ambrose, é uma boa maneira de limpar a energia estagnada.

“Esta é uma maneira maravilhosa de purificar a aura de energia negativa e re-nutrir seu espírito”, diz Ambrose. “Adicionar alguns óleos essenciais, como eucalipto, madeira de cedro e lavanda, juntamente com um pouco de Epsom ou sal marinho, funciona para acalmar o corpo, a mente e o espírito.”

Além disso, estar em um corpo de água permite que você esteja mais presente consigo mesmo. Ao tomar banho, pense na energia que você precisa liberar e deixe as preocupações e a negatividade irem embora enquanto a água do banho é drenada.

4 – Pratique uma meditação para equilibrar os chakras

Comece visualizando essas rodas de energia ao longo da coluna, sugere Shah. “O chakra raiz vermelho está na base da coluna, o chakra sacral laranja está na região pélvica, o chakra amarelo do plexo solar está no estômago (logo acima do umbigo), o chakra verde do coração está no centro do coração, o chakra da garganta azul está no pescoço, o chakra do terceiro olho índigo está no centro da testa e o chakra da coroa branca está logo acima do couro cabeludo”, diz ela.

Traga esses diferentes posicionamentos de cores para sua mente e respire em cada um deles, dando a si mesmo permissão para expandir a energia com sua respiração, diz ela. Isso o ajudará a desenvolver um relacionamento com os chakras e determinar de onde qualquer energia negativa pode estar se originando.

Shah acrescenta que você pode incorporar cristais aqui que estão alinhados com seus chakras. Por exemplo, a cor do chakra da raiz é vermelha, então segurar algo como jaspe vermelho, rubi, vanadinita, granada ou rubelita durante a visualização pode ajudar a amplificar os benefícios do equilíbrio dos chakras em termos de liberação de energia negativa.

5 – Incorpore momentos de atenção plena ao longo do dia

Você não precisa se acomodar em seu travesseiro de meditação para dar um impulso à sua mente – intervalos menores também são úteis ao trabalhar com pensamentos e sentimentos pesados. “Ao longo do dia, tire um momento para fazer uma pausa, sinta seus pés se conectarem ao chão, coloque a mão na barriga e respire fundo três vezes”, diz Ambrose.

A atenção plena pode ajudá-lo a liberar pensamentos negativos, ajudando-o a se envolver totalmente com o momento presente, no qual as ansiedades ou preocupações de amanhã (ou talvez até cinco minutos do momento presente) não existem.

6 – Passe algum tempo na natureza

A Terra é um dos curadores de energia mais poderosos (e gratuitos) que temos, diz Shah, e permitir-se ser apoiado por ela pode ser profundamente restaurador. “A maioria dos pontos da natureza está cheia de íons negativos, que, ao contrário do nome, realmente nos ajudam a criar energia positiva”, diz Kavanagh. “O banho na floresta tornou-se muito popular e é uma ótima maneira de se manter centrado e centrado, e sair do modo de luta ou fuga – mas você não precisa complicar. Uma simples caminhada por uma rua tranquila e arborizada pode muitas vezes mudar sua energia.”

Kavanagh também sugere o tempo gasto perto ou no oceano, se possível. Esteja você nadando ou mergulhando os dedos dos pés na água, ou simplesmente respirando o ar salgado e ouvindo os sons das ondas, você descobrirá que é uma maneira poderosa de equilibrar sua energia e se sentir mais centrado como um resultado, diz ela.

Se você achar difícil dar um passeio no quarteirão ou dirigir até o oceano – seja porque está ocupado com o trabalho ou em um estado sem litoral – sair para obter vitamina D do sol também pode ajudá-lo a se concentrar e liberar energia negativa.

7 – Pratique a visualização para canalizar uma energia mais positiva

Ambrose diz que visualiza o seguinte cenário quando sai de casa e volta para casa: “Muitas vezes me imagino cercada e protegida por uma bela luz quente que contém toda a sabedoria, doçura e amor do universo. Visualizo meu corpo inteiro se enchendo dessa luz, cada célula sendo banhada por ela. Imagino isso ao meu redor. Uma vez que eu sinto, sinto e sei que é, eu envio para qualquer situação, pessoa ou lugar que possa usar uma vibração mais alta.”

Você também pode se visualizar tendo uma energia de cura fluindo pelo corpo e viajando pela coluna, sugere Shah: “Você pode começar a sentir que certas partes do corpo ficam quentes ou pode sentir formigamento ou até pressão. Você também pode ver algumas cores. Todas essas coisas são apenas indicadores de que a energia está mudando e liberando.”

De acordo com Shah, os cristais também podem ser poderosos para incluir como parte das práticas de visualização. Assim como você pode usar cristais vermelhos para equilibrar o chakra da raiz, você também pode usar cristais amarelos (para o chakra do plexo solar acima do umbigo), cristais verdes (para o chakra do coração no centro do coração), cristais azuis (para o chakra da garganta no pescoço), índigo (para o chakra do terceiro olho no centro da testa) e cristais brancos (para o chakra da coroa, pare o couro cabeludo) para amplificar sua visualização da respectiva liberação de energia negativa em cada chakra.

Diga afirmações para si mesmo

Shah diz que a chave aqui é dizer afirmações que são: no tempo presente (“Estou à vontade”, “Sou bonito” ou “Sou forte”, por exemplo); desprovido de “palavras negativas”; e de acordo com cada chakra. Por exemplo, se você sentir um bloqueio no chakra da garganta, pode dizer a si mesmo: “Sou capaz de falar as coisas que sinto”.

Além disso, Shah observa que essas afirmações do tempo presente estão “afirmando o que você está pronto para chamar e o que você sente naturalmente”. O objetivo desta prática não é que você se sinta desconfortável – é uma maneira de “estar bem com o que você já sabe ser verdade dentro de si mesmo”.

Fonte: WellandGood

Fique por dentro das novidades pela nossa página no Facebook ou pelo nosso perfil no Instagram.






Back to top